sexta-feira, 13 de março de 2009

Concha Buika

Well, isto é suposto existir para se hablar de comida, mas na véspera de um dinner com redrosewines and jañafood at cafeínafoodinghouse, nem se cozinhou nada digno de postar...

Concha Buika, ladies and gentlemen...

(é de mim, ou esta voz arrebata? e sem Mariza, yupi...)

7 comentários:

  1. Arrebata sim senhor, grande Concha!
    (apesar de eu não ter essa aversão pela Mariza que, a mim, me "arrepia" como só talvez a Amália "arrepiou")

    Em relação ao teu comentário de ontem no Outras Comidas,como de costume tens razão "in strictu sensu", mas de facto não foi distracção, foi mais uma extensão significativa, o meu querido "lato sensu"!
    Se é verdade que o termo confitar, no início, quando se referia aos "confits" de pato, ganso, foie-gras e pouco mais (a portuguesíssima conserva de rojões), é certo que o conceito se alargou muito, logo com os confitados de bacalhau em azeite (gordura estranha ao peixe) e depois com cozinhados que até nem levam gordura, vide o confit de chalotas em balsâmico!
    O denominador comum acabou por ser sempre, de facto, a baixa temperatura da confecção, a recusa da ebulição para os vegetais e da dissecação das proteínas "de dentro para fora" que sempre se dá quando o interior atinge temperaturas perto da ebulição.
    Neste borrego onde não há gordura própria suficiente para imersões, faz-se a sua substituição pelo papelote de alumínio que isola a carne o seu suco e gordura durante a maior parte do cozinhado.

    Ah! Choro de inveja por "esse" vinil de 53!

    ResponderEliminar
  2. Perfeito!(e nem só de comida vive um blogue!) ;)

    ResponderEliminar
  3. Eu que sou uma miúda de pormenores, não podia deixar de reparar nos dentes à mentirosa (apropriado ao tema "FALSA moneda" he he) e ao ferro espetado na sobrancelha... a ser sincera o tom de voz dela lembra-me muito a música cigana, num som bem mais audível e apreciável :)

    ResponderEliminar
  4. Luís, efectivamente a Conchita foi a melhor descoberta dos úlimos tempos.
    Quanto ao confit, que seja em lato sensu.
    Este disco é mesmo precioso, tem duas jam's com Monk e gravações com o Rollins. Ainda bem que, quando o comprei já tinha o meu gira-discos actual (os que tive anteriormente não davam muita saúde aos discos). De qualquer modo está editado em CD.

    Ezequiel, é bem fixe, pois.

    ameixinha, tens um "olho clínico", lol. E parabéns ao Braga.

    ResponderEliminar
  5. Cupido, não me desgraçes!!! Tenho DOIS olhos clínicos :)

    ResponderEliminar
  6. A Concha pode ficar a dever à beleza!!!Mas tomara 80% das cantoras um pouco mais lindinhas teram a voz dela:))Além que a ouvir cantar tudo parece belo.

    ResponderEliminar