quinta-feira, 13 de maio de 2010

Quinta da Pellada 2005

O Quinta da Pellada é talvez o mais emblemático vinho de Álvaro de Castro. Abaixo do Carrocel em preço, mas sem dúvida, um topo do Dão.

O melhor é que os vinhos de Saes, Pellada, e agora o Pape, ganharam perfeição, consistência e segurança, sem com isso descurarem a magia da descoberta e da aventura. São vinhos únicos e impossíveis de replicar, vinhos de autor, vinhos de carácter, vinhos que espelham a personalidade do seu ideólogo. São vinhos que não deixam ninguém indiferente. E, sobretudo, são vinhos que entram agora na fase adulta, vinhos que ganharam juízo, vinhos que deixaram de ceder ao fogo-de-artifício dos primeiros anos, para ganhar em austeridade e maturidade. Mas sempre vinhos com a irreverência de Álvaro de Castro. (Rui Falcão, in Blue Wine)

Feito com Touriga Nacional, Tinta Roriz e Jaen. Estagiou 14 meses em madeira antes de ser engarrafado. Madeira muito elegante, fruta madura e o toque floral do tourigo num conjunto harmónico.  É um daqueles vinhos que dificilmente passa despercebido. PVP: cerca de 30 €. Nota pessoal: 17,5.

Brilhou a acompanhar uma chanfana...

1 comentário:

  1. Lá fui eu reler e relembrar a chanfana...
    Beijinhos.

    ResponderEliminar