sábado, 24 de novembro de 2007

Chanfana de Cabra à Moda da Beira
















_fundamental: um púcaro de barro preto...
















_muito importante: escolher uma bela duma cabra velha;
















a reter: usar um vinho tinto da bairrada (de preferência baga estreme) bebível...
















_a cabra cortada em pedaços entra no púcaro, com cebola, alho, louro, banha de porco, pimenta, cravinho e cominhos; junta-se vinho até cobrir a carne e leva-se ao forno a 200ºC; à medida que vai cozendo, junta-se vinho; quando está quase pronta, recomendo que se desligue o forno e se deixe o púcaro lá dentro (até ao dia seguinte); uma hora antes de servir, liga-se o forno a 150ºC e aquece-se.

_no caso presente, juntei umas tiras de pimento e à medida que a carne ia assando, juntei vinho do porto (um lbv 95 da Niepoort - já aberto há algum tempo). Desvirtuei as receitas mais "puristas", mas consegui alguns aromas e sabores extra.

















_acompanhou com batatas cozidas e um Vinha Barrosa 2001 (Luís Pato).

5 comentários:

  1. Este é um dos meus pratos preferidos... não posso fazer, a não ser que use cabrito e não é a mesma coisa.
    Estou cheinha de inveja do seu tachinho (pucaro) de barro preto.
    É uma maldade não poder provar nem cheirar esta chanfana!!!

    ResponderEliminar
  2. Aí está um prato que nunca preparei, imperdoável!

    O pucaro de barro é um espanto, gostei das alterações ao original, o aspecto final está de regalar os olhos.

    ResponderEliminar
  3. Também faço muito bem a chanfana e tenho um tacho de barro preto ou melhor tinha partiu-se e não sei onde comprar pois este tinha sido oferecido sabe onde possso comprar um?Obrigada e boas receitas

    ResponderEliminar
  4. também faço e fica bom também; nunca adicionei vinho do porto mas faz sentido,vou experimentar

    ResponderEliminar
  5. Por favor não estraguem este prato tipico. Cebola, vinho do porto, etc. Deixemo-nos de invenções e aprendam a cozinhar

    ResponderEliminar