sábado, 29 de dezembro de 2012

Soalheiro 2012

O Soalheiro é um vinho fantástico. Encontra-se em toda a parte (do supermercado à garrafeira e será obrigatório na carta de vinhos de qualquer restaurante onde tratem bem os peixes e mariscos), tem uma boa relação qualidade/preço, vai bem com muitos pratos (os tais peixes e mariscos, mas também excelente com enchidos da tradição minhota, como refere o produtor quando liga o vinho com os enchidos produzidos pela sua irmã), tem uma excelente capacidade de envelhecimento, etc.

Também sai cedo para o mercado e nesta edição de 2012 parece-me mais pronto a beber do que o 2011 (que começou a ficar muito bom há uns dois meses). Custa € 8,49, um pouco mais que o Deu la Deu da Adega Cooperativa de Monção e um pouco menos que o Contacto, do Anselmo Mendes. Os seus irmãos mais velhos (primeiras vinhas e reserva) são ainda melhores, mas para consumo mais corrente, este chega e sobra. É clássico, tão clássico que bloguetas e eno chatos já lhe começam a tentar encontrar defeitos...


Esteve supimpa a acompanhar uma bacalhauzada no forno feita a preceito, com a cebola a ficar ali entre o macio e o crocante e com as batatas bem douradas. O bacalhau, esse, ficou untuoso e a lascar bem, como se gosta.


7 comentários:

  1. Grande Cupido,

    Estes vinhos sem duvida sempre serão dos melhores brancos em Portugal... Limpos, frescos e frutados, fáceis de apreciar e gostar.

    Espero que esteja tudo bem contigo e com os teus amigo. Sucesso para 2013. Grande Abraço!!

    Joel Carvalho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Joel

      Andas desaparecido :)

      Um abraço e um bom 2013

      Eliminar
  2. Estimado amigo, sou um desses que lhe já encontra defeitos :)
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Rui

      Defeitos são fáceis de encontrar. Apeteceu-me picar um bocado porque sinto alguma crispação à volta deste vinho, talvez a tentar compensar algum excesso de unanimismo que se via há alguns anos. A verdade é que continua a ser um belo vinho, ao preço, com a vantagem de se encontrar em toda a parte.

      Um abraço

      Eliminar
  3. Amândio concordo contigo e fizeste bem em picar :)
    Recordando o passado, lembro-me que não há muito tempo, provei este vinho em ambiente de prova cega e fez-me pensar no seu estilo.

    Talvez essa eventual crispação deriva do facto de existirem, neste momento, um bom e variado leque de bons alvarinhos. É o preço dos clássicos.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  4. acho que o 2012 está óptimo e provavelmente vai ser mais "certinho" que o 2011.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. caro anónimo, a ver vamos, como diz o cego :)

      Eliminar