sábado, 23 de abril de 2016

Provas (quase) Soltas




 
* O primeiro vinho, o do ponto de interrogação, é um rosado do Márcio Lopes que ainda não está no mercado. Muito pouco carregado na cor, fresco e muito elegante, acho que vai dar que falar...
* O Morgado de Santa Catherina é um clássico de Bucelas e este 2007 estava excelente, a demonstrar (como se fosse preciso) que os bons Arintos de Bucelas precisam de anos para se mostrarem.
* Muros de Melgaço 2005, um clássico de Anselmo Mendes e este estava ainda melhor do que o Morgado, complexo e elegante, com notas de muito boa evolução.
* Proibido 2013, outro vinho do Márcio e que ainda está em casco. Muito diferente do 2012, mais elegante, mas será outro vinho para ir bebendo durante anos.
* Domingos Soares Franco Colecção Privada Moscatel Roxo 2005. Gosto muito destes vinhos, até mais do que do Alambre 20 anos, pela diferença e carácter. O 2004 está mais focado nas notas cítricas (casca de tangerina) e este tem mais notas de tosta a denotar que precisa de ser decantado. Ao preço (cerca de vinte euros), não conheço muitos vinhos capazes de dar o prazer que este dá na prova.
 

Sem comentários:

Publicar um comentário