domingo, 19 de setembro de 2010

Como vai isso de Brancos?

Neste mês de Setembro, a Revista de Vinhos apresenta uma prova de 64 Vinhos Brancos Portugueses, maioritariamente da colheita de 2009, oriundos de várias regiões do País e com preços (recomendados pelos Produtores) entre € 4,90 e € 27,90. São quase todos os vinhos de Topo dos Produtores. Notável a qualidade média dos vinhos provados, com 92% a serem, no mínimo, muito bons.
Os três vinhos que atingiram a classificação mais alta (18) são oriundos do Dão. Condessa de Santar e Paço dos Cunhas de Santar Vinha do Contador, com um PVP recomendado de € 20,00 e o Primus da Pellada, de Álvaro de Castro com PVP recomendado de € 25,00. É pena que os preços de referência dos Produtores não sejam sempre correctos. No caso destes 3 vinhos, os dois vinhos da Dão Sul podem ser adquiridos nas lojas da Empresa a cerca de € 14,00 e o Primus da Pellada está nos Jumbos a mais de € 33,00. 
Nos vinhos notados com 17,5, é de destacar o Curva Reserva, proposto a menos de € 11,00, bem como o Bétula (esta é apenas a segunda edição deste vinho de Francisco Montenegro) e o Reserva da Quinta do Vallado (PVP de € 15,00), todos do Douro. 
Com 17 pontos, o Olho de Mocho Reserva, o Quanta Terra Grande Reserva 2008 e o Quinta dos Carvalhais Encruzado 2008, propostos a menos de € 13,00.

Este é um conjunto de oito belos vinhos que serão de prova obrigatória para qualquer enófilo. Além disso conseguem-se arranjar (com sorte) a preços que não ultrapassarão os € 15,00. Claro que os outros 12 vinhos apenas pecam por serem mais caros...

Dos restantes vinhos, notados com menos de 17 pontos, deixo também a lista dos que são propostos aos preços mais baixos e onde se inclui o Esmero (16 pontos, € 7,00), provado recentemente e que muito boa conta deu de si. 


Claro que os vinhos aqui listados são os que se destacam pelo seu preço mais baixo ou melhor, pela sua excelente relação qualidade/preço (a bold os que tiveram direito a selo de boa compra e os restantes aparecem porque o preço anda próximo). Vinhos notados com 17,5 como o Anselmo Mendes Alvarinho 2009 (€ 22,00) ou 17 como o Aneto Reserva (€ 15,00), o Conceito (€ 25,00) o Luís Pato Vinha Formal (€ 16,95), o Pó de Poeira (€16,00), o Quinta de Soalheiro (€ 25,00) ou o Vértice Grande Reserva 2008 (€ 16,00) são vinhos que apesar de serem algo mais caros, valerão seguramente a prova. 

Sem comentários:

Publicar um comentário