quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Rancho Transmontano




Nesta trilogia número 156, com o Luís a dar o mote a mim e à Ana: Trás-os-Montes, fui revisitar uma transmontana preparação que se estende à Beira Alta e que é considerada sopa na CTP de Maria de Lurdes Modesto. O rancho transmontano é referido na pag. 49 e o à moda de Viseu na pag. 85.

São duas preparações diferentes, sendo a transmontana menos unânime, mas fantástica no que toca à simplicidade aliada à riqueza de sabores, com o colorau a pontuar os aromas e a hortelã a dar uma frescura inusitada a um prato que era servido assim, num jantar em noites de muito frio.



Ingredientes, para seis pessoas e transcrito da CTP

250 g de massa meada ou cortada (macarrão)
500 g de grão
1 kg de batatas
500 g de vitela de cozer
1 chouriço de carne
200 g de presunto
1,5 dl de azeite
1 cebola
colorau
malagueta
sal

Põe-se o grão de molho de véspera; Descascam-se as batatas e cortam-se duas ou três em cubos. As restantes cozem inteiras com os restantes ingredientes, excluindo a cebola e os temperos.
Entretanto, pica-se a cebola e aloura-se com o azeite.
Quando tudo estiver cozido, retiram-se as batatas inteiras, esmagam-se e voltam a introduzir-se na panela. Junta-se o refogado e tempera-se com o sal, o colorau e a malagueta. 
Retiram-se as carnes, cortam-se em pedaços e deitam-se outra vez na panela. Rectificam-se temperos e junta-se hortelã, ou querendo, junta-se a hortelã já no prato.



2 comentários:

  1. eta comidinha danada de boa sô...mio que isso so aqui em minas gerais uai

    ResponderEliminar